Voltar para casa. Para as pessoas que viveram um tempo fora do país, seja fazendo intercâmbio, morando ou viajando, é quase que uma sentença de morte. Voltar para casa representa o fim de suas aventuras em terras estrangeiras, e acaba com a identidade que você experienciou fora da sua zona de conforto. Significa o fim daquela “nova” realidade, o fim de uma era de viver no presente – e apenas nele.

Quando você se mudou para o exterior, esse fim havia sido o começo. Quando você comprou a passagem de avião da sua viagem, esse mesmo fim balançou sua mão e permitiu que você se divertisse e vivenciasse essa nova realidade, enquanto durasse. Ele registrou todos os momentos que você sentiu medo, e os que você enfrentou-os de cabeça erguida. Ele também riu de todas suas ressacas e desconfortos. Porque ele sempre soube que, cedo ou tarde, sua “outra vida” iria te pegar novamente. E se você não estiver preparado quando isso acontecer, você vai conhecer uma versão de si mesmo que ficou, que decidiu não voltar para casa. Uma parte de você será sempre deixada para trás no país onde você viveu um dia. E isso fará com que a parte que voltou já não se sinta mais tão familiarizada com a casa em que você viveu durante toda sua vida.

viagem intercambio casa

Em pouco tempo você começa a enfrentar uma crise de questionamentos. Primeiro você enfrenta as desilusões, aonde tenta descobrir se esses meses/ anos realmente aconteceram. Se você conheceu mesmo aquelas pessoas que passaram horas e horas caminhando ao seu lado. Então, você se sente ansioso sobre o que fazer em seguida – se você quer recriar a si mesmo em país estrangeiro, ou ficar de vez em casa. E você se torna analítico. Você explora os prós e contras de sua experiência no exterior e tenta justificar a si mesmo o verdadeiro motivo de ter voltado. Até que, eventualmente, você se cansa desses questionamentos todas as noites e de ficar revirando as fotos em seu Instagram enquanto morava fora, e toma coragem para se reconectar de vez com os amigos que havia deixado para trás em casa, mas sem perder contato com os que conheceu ao redor do mundo. Com o apoio de ambas as partes você se sente melhor para voltar a encarar o presente.

Então, sabe o que percebi? Que independente da localização geográfica que você viva sua vida, uma coisa é certa – você estará sempre com você mesmo. Isso significa que não é apenas sobre a próxima grande aventura em busca de seu propósito de vida, através da mudança de país ou carreira, mas como você se sente bem estando apenas com si mesmo, independente de onde você esteja. Na verdade, o objetivo final deste movimento de voltar para casa é retornar as realidades que você tentou escapar – seja sua família, sua carreira, relacionamentos, problemas financeiros, etc – através de novas perspectivas. Você está corajoso o suficiente para finalmente voltar para casa e enfrentar os medos que tentou fugir? Você quer começar um novo capítulo em sua história de vida? Porque agora é a hora de ser ativo com relação ao enredo que você quer desenvolver.

E talvez no final do dia o maior vilão de toda sua história seja o medo – ele decidiu quando você mudou para o exterior, o momento de você voltar para casa, e determinou suas decisões sobre praticamente tudo. O medo é realmente um caráter neutro que pode instigar comportamento. Então, da próxima vez que você sentir ele, não importa o lugar do mundo em que você esteja, você irá fugir ou enfrentá-lo? Quando você descobrir isso, você finalmente estará em casa.

* texto livremente traduzido e adaptado do site de viagens Thought CatalogO artigo original foi escrito por Carisse Eusebio.

**Este post não representa em sua totalidade as ideais do editor do Vida Outside, mas proporcionou uma reflexão a respeito de um assunto bastante recorrente e que vale ser debatido. Para complementar ainda mais sobre esse assunto recomendo a leitura dos textos:

“Todos Dizem Que Estou Fugindo Com Minha Vida De Nômade Digital”

“Por que você sente toda essa necessidade de viajar.”

 

instagram viagem surf skate
Caso você queira saber mais e ficar atualizado sobre o Vida Outside siga o Instagram @thmancini e se cadastre no campo abaixo.

Você receberá dois emails mensais contendo os melhores textos, vídeos e novidades da semana sobre aventuras, surf, skate, esportes radicais e viagens.

(sua privacidade é garantida e livre de spam)



Comentários

comments