Aos 22 anos posso dizer uma coisa que muitas pessoas não podem: eu já subi no topo da Cordilheira dos Andes e testemunhei Machu Picchu, uma das Sete Maravilhas do Mundo. A primeira vez que deixei os Estados Unidos, eu decidi explorar a cultura e a vida no Peru. Eu não sabia uma palavra em Espanhol, muito menos conhecia as pessoas com que estava viajando e no que realmente estava me metendo.

Mas, eu tinha certeza de uma coisa: se eu deixasse que a oportunidade passasse por mim, eu certamente me arrependeria. Como todos que estão em seus 20 e poucos anos, eu desejo viver aventuras. Eu estava ansioso para fazer algo desafiador e que iria me expor a novas formas de viver e encarar a vida. Eu queria fazer algo de “louco”, fora do comum, e isso foi exatamente o que fiz. No Peru, cada volta de cabeça significava alguma experiência nova para aprender, ver, provar ou ouvir. Viajar para outro país não é como viajar para outro estado. Essas pessoas não falavam a minha língua e tinham costumes e uma maneira de viver completamente diferentes.

Mas eles estavam igualmente fascinador por mim como eu estava por eles. A vida no Perú é completamente diferente da minha vida nos E.U.A., mas foi só quando voltei pra Chicago que percebi o quanto meu mundo havia mudado. Nossos 20 anos são cruciais para ganharmos experiências e começar a descobrirmos quem realmente queremos ser e que estilo de vida queremos ter.

Estar em contato com outra cultura me ensinou muitas lições valiosas e abriu minha mente para um novo significado de aceitação. Confira cinco coisas que aprendi sobre a vida no estrangeiro e porque todos que estão na faixa dos vinte anos deveriam procurar uma experiência semelhante:

viajar aventura

Se desconectar na verdade te conecta

Estar longe de casa o obriga a estar presente. Enquanto eu estava no Peru, eu não poderia usar meu celular a todo instante, a menos que eu tivesse Wi-Fi, o que era uma coisa rara. Na maioria das vezes seu sinal era irregular e necessitava uma senha, logo meu tempo online estava limitado. No primeiro momento foi frustante não conseguir usar meu celular e postar minhas novidades, mas depois isto acabou se tornando uma benção disfarçada.

Eu na verdade acabei me conectando mais com as pessoas e os lugares ao meu redor, ao invés de me preocupar e querer saber o que estava acontecendo no resto do mundo e com meus amigos. E adivinhem? Quando voltei pra casa descobri que não havia acontecido nada de mais.

Viajar expande suas experiências

Estar em outro país significa experimentar novos alimentos e imergir em uma diferente cultura. Antes de ir para o Peru meu professor brincava comigo que eu comeria hamster. Hum, não. Eu costumava ter dois deles como animais de estimação. A verdade era que a cozinha peruana estava cheia de alimentos que eu não tinha interesse em comer nem provar.

Mas, no final da viagem, eu tinha comido polvo, enquanto outros tentaram comer os pobres hamsters e hambúrgueres feitos de carne de lhama. A questão no fundo é que viajar significa experimentar coisas novas. É estranho e excitante comer alimentos diferentes, mas você sempre terá alguma história para contar.

 Aventura esta em toda parte

Assim como ter novas experiências, viajar faz você se sentir algo como invencível. Enquanto você esta em um novo país, fazendo coisas fascinantes, parece que você irá encontrar aventuras em cada esquina que virar.

Há tanta coisa para aprender e visitar em tão pouco tempo, que seus dias são movimentados e ocupados. Escalar Machu Picchu foi a última e maior aventura da minha viagem. Eu tinha a opção de pegar um ônibus para o topo das montanhas, mas que graça teria? Em vez disso, eu resolvi subir os cerca de 2.000 degraus de pedra. Eu não precisava fazer isso, mas depois de passar duas semanas me aventurando e explorando outro país eu sentia como se pudesse realizar qualquer coisa. E, eu cheguei no topo!

viajar aventura 20 anos

Viajar lhe da sentido na vida

Eu sei que a vida quando temos 20 e poucos anos é bastante corrida. Esperamos conciliar um milhão de coisas ao mesmo tempo tentando encontrar alguma estabilidade nesse mundo em constante mudança. É até mesmo difícil separarmos as coisas que realmente importam com as que pensamos que importam. Estar longe do todo estresse da minha rotina diária deu tempo para me concentrar e descobrir as coisas que são realmente importantes pra mim.

Eu estava longe da minha família e amigos, mas o belo ambiente, cheio de árvores e água, ao invés de prédios e carros, me deu uma nova perspectiva. Me colocar em imersão com uma nova cultura, deu direção a minha vida no momento que eu mais precisava.

viajar Machu Picchu aventura

Viajar traz inspiração, mesmo depois da volta pra casa

Voltar a minha vida normal em Chicago estava me deixando chateada no começo. Mesmo com minha casa, escola, estágio, amigos e tudo o mais que tinha, eu continuava insatisfeita. Eu queria fazer alguma coisa! Eu queria estar a todo momento fora de casa, explorar e ter novas experiências, como era a todo momento enquanto estava no Peru. Na verdade eu percebi que viajar para o exterior mudou minhas prioridades.

Eu já não encontro mais alegria em ficar parada sem fazer nada e ser preguiçosa. Em vez disso, estou constantemente inspirada em melhorar minha vida e buscar oportunidades para agir. Eu comecei a fazer coisas para aumentar meu estado de espírito e preencher meus dias, como trabalhar fora, cozinhar, ler e escrever com mais frequência. Eu sou uma nova versão de mim mesmo, e isso é incrível. É incrível o que a viagem pode fazer para a mente e a alma.

Se você nunca deixou o seu país sozinho, sem seus pais, não tenha medo de arriscar e aproveite as oportunidades – sem inventar desculpas para não ir! Como Jawaharial Nehru disse “Vivemos em um mundo maravilhoso que é cheio de beleza, encantos e aventuras. Não existe fim para as aventuras que podemos ter se simplesmente as procurarmos com os nossos olhos abertos.” Agora vai programar uma viagem! Explore o mundo! Viva aventuras! Acredite, fará muito mais sentido do que você pode imaginar e valerá muito a pena.

* texto livremente traduzido e adaptado do site Elite Daily. O artigo original foi escrito por Hannah Cole.

 

instagram viagem surf skate
Caso você queira saber mais e ficar atualizado sobre o Vida Outside siga o Instagram @thmancini e se cadastre no campo abaixo.

Você receberá dois emails mensais contendo os melhores textos, vídeos e novidades da semana sobre aventuras, surf, skate, esportes radicais e viagens.

(sua privacidade é garantida e livre de spam)



Comentários

comments