Se você levar a vida de viajante ou nômade digital, há grandes chances de você já ter experienciado uma mistura de emoções e reações positivas e negativas. Enquanto alguns irão te mencionar com olhares invejosos e também se inspirar com seu estilo de vida, outros simplesmente não entenderão por que você sente toda essa necessidade de viajar, e te criticarão.

Qualquer viajante realmente determinado com a vida que quer levar apenas irá dizer “dane-se” e seguirá em frente. Mas até mesmo o mais seguros dos aventureiros irá enfrentar momentos de indecisões. Quer se trate de antigos colegas de trabalho, pais com medo do seu futuro ou amigos que simplesmente não querem perdê-lo para um país estrangeiro, haverá quase sempre alguém pontuando que você deveria sossegar e apenas ficar em casa. E ele lhe dirá motivos e mais motivos para convencê-lo.

Caso queira entender mais sobre a vida de viajante nômade digital, leia aqui: Todos Dizem Que Estou Fugindo Com Minha Vida de Nômade Digital.

Na maioria das vezes, nem tentaremos explicar por que viajamos o mundo todo. É a nossa necessidade de se mover e experienciar o desconhecido, é a nossa razão. Viramos as costas para os ignorantes, para os que não possuem passaporte, e para aqueles que viajam horas e mais horas apenas para participarem de city tours guiados, e partimos. Estamos aqui para ver o mundo, para provar alimentos estrangeiros, para absorver o maximo da cultura, escalar pirâmides, encarar as trilhas, surfar as ondas, descer as cachoeiras e tomar cervejas exóticas!

viajar aventura

Chega um momento em que a tendência da sociedade começa a corroer nossa auto-confiança, em que as expectativas e sonhos são substituídos pela segurança de um futuro, sem nem questionarmos se este é realmente o caminho que queremos seguir. Além disso, a rotina de uma graduação nos coloca automaticamente em zona de conforto, e esse conforto gera uma visão idealizada do que viajar significa, uma vez que um trabalho em tempo integral foi estabelecido.

De repente viajante se tornou um hippie barbudo que tem pego carona durante sete anos, no melhor estilo Christopher em “Na Natureza Selvagem”. Viajar só pode começar após determinados bens materiais terem sido adquiridos. Um ano inteiro viajando irá apenas pausar seu currículo e te colocará atrás daqueles que passaram esse mesmo ano fazendo a pós-graduação. Desculpas e mais desculpas do mundo real que se acumulam mais rapidamente do que o número de carimbos que tem em seu passaporte. E “especialistas” afligem aqueles que, como nós, estão apenas começando a considerar o estilo de vida viajante.

Entenda mais sobre os sacrifícios que são necessários para quem considera o estilo de vida viajante aqui em: Quais Sacrifícios Você Está Disposto a Fazer Por Seus Sonhos?

É o confronto clássico da vida real e da fantasia, com uma pequena diferença: a determinação que temos para demolir o muro invisível que separa as prioridades e as passagens de avião. Algumas pessoas não concordam com isso acreditando que a vida real envolve trabalhar durante 9 horas durante 5 dias, sem diversão durante a semana, e uma submissão ao dinheiro e aos bens materiais. Eles têm expectativas rígidas sobre a forma como a vida deve ser conduzida: estudos universitários, graduações, estágios, um trabalho bem pago, e uma estrada sem fim a partir daí. As viagens pelo mundo raramente aparecem, a menos que seja no prazo de duas semanas e com o envolvimento do “seguro” anunciado pela agência de viagem mais próxima.

necessidade viajar mochilao

Mas para aqueles de nós que apreciamos a adrenalina e experienciar o desconhecido, esse estilo de vida acima não é suficiente. Indo contra a correnteza, em um mundo aonde “inteligencia” se equivale a sua “riqueza acumulada”, e “segurança” equivale a um “emprego estável em uma cidade”, significa que será inevitável termos que lidar com certos questionamentos durante a estrada. E se prepare, eles virão de todos os cantos.

A coisa mais importante para se lembrar é de seus objetivos. Seja eles quais forem – ensinar inglês no exterior, viajar por todos os continentes, escalar as maiores montanhas, surfar as melhores ondas ou conhecer fazendas sustentáveis – procure mantê-los sempre em mente e acredite neles. É fácil uma inspiração rápida de outra pessoa convencê-lo de que o que você está pensando ou se esforçando para conquistar é burrice ou irresponsabilidade. Não deixe que isso aconteça. A escolha de um estilo de vida alternativo – como de viajante e nômade digital – ou até mesmo de um estilo de vida com alguns comportamentos alternativos que fogem da “linha” de objetivos da sociedade, é um ótimo convite para comentários.

Nunca se esqueça de que sua vida é para ser vivida. A curiosidade é uma característica humana implacável, então se você sentir a coceira para ir viajar ou conhecer novos lugares e culturas, não hesite. Se você tem uma tia que insiste em lembrá-lo das questões de segurança na Guatemala sem nunca mencionar sua cultura ou história, ou um amigo que faz comentários generalizados sobre cada canto do mundo, confronte-os com cautela. Eduque-os sobre onde você está indo viajar e o que você está fazendo, mas não deixe que esses tipos de comentários o impeçam de seguir seus sonhos. Seja consciente dos perigos, mas procure entretê-los de maneira saudável.

Acima de tudo: cada um tem sua própria vida. O que seus amigos decidem fazer é negócio deles, assim como a decisão de ir surfar na indonésia ou morar na Tailândia são questões suas. Cada decisão merece respeito, e colocando abaixo quem escolhe seguir um caminho corporativo em sua vida não é melhor do que eles desprezando seu estilo de vida “vagabundo” – como muitos dizem.

viajar necessidade surfar

E se você achar que o medo é seu maior inimigo, lembre-se do conselho clássico: onde há vontade, há um caminho. Se viajar é importante para você – se você absolutamente não consegue ver sentido em sua vida sem viagens, adrenalina e novas experiências – então você vai encontrar uma maneira de fazer acontecer. Pergunte a si mesmo se você prefere sentir a satisfação de levar uma vida cheia de sonhos realizados e experiências novas, ou a decepção de deixar o tempo passar e você continuar sempre na mesma rotina.

Não há tempo a perder. Algumas pessoas hesitarão, outras apenas continuarão imaginando como seria se… Mas para aqueles que como nós desejamos tornar esse estilo de vida viajante realidade, sabemos que é obrigação nossa encontrar um caminho e fazer acontecer.

Escolher o destino, comprar o bilhete de avião e viajar…

* texto livremente traduzido e adaptado do site de viagens VagabondishO artigo original foi escrito por Shannon Bradford.
 

instagram viagem surf skate
Caso você queira saber mais e ficar atualizado sobre o Vida Outside siga o Instagram @thmancini e se cadastre no campo abaixo.

Você receberá dois emails mensais contendo os melhores textos, vídeos e novidades da semana sobre aventuras, surf, skate, esportes radicais e viagens.

(sua privacidade é garantida e livre de spam)



Comentários

comments