OUTSIDE.

No Outside o cômodo é deixado de lado, tudo é diferente, toda experiência é nova. É do lado de fora que aqueles momentos impossíveis de serem registrados se tornam experiências. Quando decidimos vestir nossas armaduras, abrir a porta de nossas casas e sair para encarar um ambiente um tanto quanto hostíl, mas cheio de histórias a serem vividas.

Seja um mochileiro que bota a mochila nas costas pra explorar diferentes culturas. Seja um skatista que já sai pra fora em cima das quatro rodas pronto para desbravar cada novo obstáculo que a rua proporciona. Ou seja um surfista que pega sua prancha e se joga no mar, pois ele sabe que é no Outside que as melhores ondas aparecem.

Nessa hora você olha ao seu redor e percebe a enrascada que se meteu. Nada é familiar. Tudo parece desafiador. Você começa a se sentir desconfortável e se recorda da palavra “medo”, mas mesmo assim decide dar um longo e profundo suspiro. É nesse momento que você abre um largo sorriso e se lembra que essas sensações anteriores são necessárias para que outras mais intensas aflorem, como a adrenalina e a gratificação de ter se superado e enfrentado seus limites pessoais. Ter se autoconhecido internamente. E então você se sente mais vivo.

NOME

EMAIL

ASSUNTO

MENSAGEM